segunda-feira, 30 de abril de 2012

Um bom e proveitoso feriado a todos vocês nas bençãos de Deus


O Estado brasileiro não tem condições de garantir a segurança dos seus cidadãos, estamos numa guerra civil - The Brazilian State is unable to ensure the safety of its citizens,we are in civil war



Sete pessoas são mortas em chacina numa fazenda em Goiás

Tive acesso as fotos da chacina são muito impactantes

Torno a afirmar o Estado Brasileiro não garante a vida de ninguém 
nem do cidadão comum e nem das próprias autoridades


                   Sete pessoas foram degoladas na noite de sábado (28) em uma fazenda a 43km do município de Doverlândia, no sul de Goiás, a 413 km da capital. De acordo com a Polícia Militar, as vítimas são: o fazendeiro, 57 anos, o filho dele, 22 anos, um vaqueiro da fazenda, 34 anos, um amigo do fazendeiro, 51 anos, a esposa do amigo, 65 anos, o filho do casal, 22 anos, e a  esposa do jovem, 24 anos.

            De acordo com o sargento da Polícia Militar (PM) Divino Celso Teles, um adolescente de 14 anos estava no pasto da fazenda no momento do crime e chegou a ouvir gritos. O adolescente, que é filho do vaqueiro assassinado, teria procurado o cunhado do fazendeiro em outro ponto da propriedade para pedir ajuda.

           Segundo a polícia, o fazendeiro e seu filho teriam sido degolados dentro da casa e arrastados pelos criminosos até o banheiro da residência. Com base no relato do adolescente, a polícia informou que ainda na noite de sábado quatro pessoas chegaram à propriedade para visitar o fazendeiro. Segundo a polícia, o vaqueiro acompanhou o grupo em direção à casa, mas todos teriam sido atacados nos arredores da residência. Os gritos das vítimas teriam chamado a atenção do adolescente no pasto.

            Ainda de acordo com Teles, os corpos das outras cinco vítimas foram encontrados em uma estrada vicinal, perto da fazenda, na manhã deste domingo (29).

           “No momento, não é possível falar sobre as causas do crime. Pelo que foi observado, nada foi revirado. O autor parece ter ido ao quarto do fazendeiro e se aproximado de uma mala, mas aparentemente nada foi levado”, diz o sargento.

            Conforme informações iniciais da polícia, o proprietário do imóvel e o filho foram os primeiros a serem assassinados. Os outros teriam sido executados como uma forma de eliminar testemunhas.

            Os corpos foram levados ao Instituto Médico Legal (IML) de Iporá, a 234 km de Goiânia, no centro do Estado. De acordo com informações iniciais, o crime será investigado pela 7ª Delegacia Regional da Polícia Civil, em Iporá


domingo, 29 de abril de 2012

Capitão do Exército Brasileiro não obedece a ordem de parada atropela Agente de Trânsito ao ser abordado na blitz da Lei Seca

Foto divulgação: Detran/RJ

          Agentes da Operação Lei Seca prenderam na madrugada deste domingo (29) o capitão do Exército Edmar Tadeu de Souza Pereira, durante uma blitz na estrada do Galeão, na Ilha do Governador, na zona norte do Rio de Janeiro. Ao ser abordado durante uma blitz, o oficial acelerou o carro que dirigia e atropelou um policial militar que participava do cerco. O capitão do Exército foi perseguido e detido pelos agentes da Operação Lei Seca e encaminhado para a 21ª DP (Bonsucesso).

          O motorista sofreu infrações por se recusar a fazer o teste do etilômetro (perda de sete pontos na carteira e multa de R$ 957,70), por transpor o bloqueio (infração gravíssima, perda de sete pontos na carteira e multa de R$ 191,54), por estar com a Carteira Nacional de Habilitação vencida (infração gravíssima, perda de sete pontos na carteira e multa de R$ 191,54) e por não estar com a documentação obrigatória do veículo (perda de três pontos na carteira e multa de R$ 53,20). O carro foi levado para o depósito público. O agente atropelado passa bem e fará exame de corpo delito nas próximas 72 horas

sábado, 28 de abril de 2012

A todos vocês um abençoado final de semana nas graças de Deus



Acidente na PR-323 deixa cinco mortos na região noroeste do PR

Reprodução RPC/TV

              Cinco  pessoas  morreram  e  uma  ficou  ferida em um acidente na manhã deste sábado (28), na região de Cianorte, no Noroeste do Paraná.

            Os três carros bateram por volta das 7 horas na PR-323, na altura do quilômetro 242, entre Cianorte e Tapejara, deixando o tráfego lento no local até as 11:30h.

            Segundo informações da Polícia Rodoviária Estadual, testemunhas contaram que dois veículos trafegavam sentido Tapejara quando um terceiro, que vinha sentido Cianorte, tentou fazer uma ultrapassagem irregular e acabou batendo de frente.

             Antonio Francisco Machado, de 70 anos, Vera Lucia Barbosa de Moraes, de 50 anos, e Maria Barbosa Augusto, de 64 anos, que estavam em um veículo Astra, morreram na hora. Alex Fabiano Freitas Duarte, de 33 anos, passageiro de um Celta, também faleceu na hora.

             Outras duas pessoas foram encaminhadas em estado grave para a Santa Casa de Cianorte. Marco Antonio Queiroz Muniz, de 13 anos, acabou não resistindo aos ferimentos e morreu no hospital.
Um homem de 44 anos está internado. A Santa Casa não soube informar o estado de saúde do paciente


Aqui não existe democracia, o estado brasileiro não garante a vida de ninguém nem do cidadão comum e nem da própria autoridade, prova disso é o caso da juíza Patrícia Acioli metralhada no Rio

Crédito da foto: A P

          Apenas nos últimos três anos, vários jornalistas e veículos foram censurados ou sofreram tentativa de cerceamento da liberdade de imprensa. Em 2010, o repórter Itevaldo Júnior, editor de Política de "O Estado" e dono de um blog especializado na análise do Poder Judiciário maranhense, foi proibido de citar o nome do juiz Nemias Nunes Carvalho após uma denúncia segundo a qual o magistrado teria, supostamente, comprado uma fazenda de uma foragida da justiça beneficiada por uma decisão judicial de Carvalho.

            Um ano antes, outra decisão da Justiça do Maranhão obrigou o “Jornal Pequeno”, veículo de oposição à Família Sarney, a retirar do site uma reportagem com dados da Operação Factor, que citava o nome do empresário Fernando Sarney. No ano passado, a repórter Carla Lima, de O Estado do Maranhão, foi agredida por seguranças do prefeito de São Luís João Castelo (PSDB). O Estado faz oposição à prefeitura da capital.

           Os chamados blogueiros são os mais ameaçados no Estado. Alguns já receberam ligações ou comentários anônimos com ameaças de morte por causa das postagens de suas páginas pessoais. O blogueiro Caio Hostílio que já responde a 86 processos impetrados por políticos e gestores públicos que foram alvo de denúncias é um destes casos. Ele foi um dos maiores críticos da greve da Polícia Militar ocorrida no final do ano passado. “Com a morte do Décio, percebemos que os comentários com ameaças podem se cumprir a qualquer momento”, disse Hostílio.

            O jornalista Marco Aurélio D’Eça, repórter de política de "O Estado do Maranhão", também tem sido constantemente alvo de ameaças. Alvo de seis processos, D’Eça disse que a morte de Décio obrigou todos os jornalistas a mudarem hábitos e rotinas no Estado. “Eu não ando mais tranqüilo. Quando uma moto chega próxima do meu carro, surge o receio de que algo aconteça”, afirmou. “Se eles conseguiram matar Décio, que era o braço direito de Sarney, o que não podem fazer com gente que é ‘peixe-pequeno’”, complementou o jornalista Marcelo Vieira, também titular de um blog sobre política.

          Após a morte de Décio Sá, pelo menos dois jornalistas foram ameaçados de morte. O repórter Neto Ferreira recebeu uma mensagem de um internauta segundo o qual “logo calaria o blogueiro”. O jornalista Gilberto Léda também recebeu ameaças horas depois. Os dois casos foram denunciados ao secretário de Segurança do Maranhão, Aluísio Mendes. Antes da execução de Sá, Mendes já tinha informações de ameaças de morte contra jornalistas maranhenses.

           Segundo colegas de Sá, ele mesmo foi ameaçado, mas não procurou ajuda. Sá era acostumado com esse tipo de intimidação. Polêmico, era alvo constante de agressões verbais e tentativas de intimidação. Em 2006, durante a cobertura das eleições gerais, Sá evitou ir ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado após defender publicamente em seu blog a eleição da Roseana Sarney (PMDB). Roseana perdeu aquela eleição para o já falecido Jackson Lago. Na cobertura diária de política, Décio dificilmente freqüentava eventos promovidos por opositores ao grupo Sarney com receio de eventuais agressões físicas ou verbais.

            Décio Sá era considerado um jornalista com muitos amigos e muitos inimigos. Os aliados viam nele um cidadão ímpar, um repórter de primeira linha; os adversários criticaram o seu exercício jornalístico. Segundo eles, às vezes na base da “chantagem e busca de interesses pessoais”. “Tem essa acusação, mas Décio era um cara inocente. Ele morreu porque foi usado. De certa forma foram às pessoas que usaram o blog do Décio para denunciar que mataram ele”, defendeu Caio Hostílio.

           Uma mostra dessa dicotomia em torno do nome do jornalista envolveu o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Maranhão (OAB-MA), Luís Antônio Pedrosa. Ele divulgou um texto em seu blog pessoal na qual afirmou. “Não derramei lágrimas de crocodilo no velório, no qual não aceitaria confortavelmente comparecer. Sempre discordei dessa linha de jornalismo, que, no Estado, é composta por um pequeno número de gorilas diplomados”. A frase gerou revolta na categoria e ensejou uma representação do Sindicato dos Jornalistas contra Pedrosa junto à OAB.

            Nessa semana, a Polícia Civil do Maranhão decretou sigilo das investigações. Um suspeito foi preso e mais duas prisões preventivas foram decretadas. O caso é tratado como prioridade absoluta pela Policia do Maranhão. O inquérito conta com a análise de 22,7 mil itens e mais de 1,8 mi ligações feitas por Sá

Brigada de Incêndio em Maringá - Formação e Reciclagem


Brigadas  de  Incêndio

Prevenção para Eventos

Formação  e  Reciclagem

Instrutor Sargento Tavares


Fones: (44) 3253.4905 e 9963.6167

e-mail: consultoriadeseguranca@hotmail.com



Missionário Antonio Vanderley Ribeiro estreando idade nova hoje

Crédito da foto: Sargento Tavares

               Completando idade nova hoje o Missionário Antonio Vanderlei Ribeiro, encontra-se na Espanha mas em junho estará voltando para o Brasil, parabéns ao nosso amigo, Deus te abençoe e muitos e muitos anos de vida

                  Contato: Madri - Espanha > Telefones de contato: (21) (34) 91670.6365 habitação e (21) (34) 66926.3711 celular

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Quero agradecer publicamente as pessoas que acessam nosso modesto blog todos os dias a média e de uma pessoa por minuto

Gráfico da blogspot.com


Gráfico da blogspot.com

A todos uma santa e abençoada sexta-feira nas graças de Deus



Quero agradecer a visita na minha residência do professor de Muay Thai mestre Zamara meu companheiro de treinamento

Mestre Zamara e Sargento Tavares


Desde os meus quinze anos sempre trabalhei graças a Deus meu primeiro emprego foi bike-entregador de compras numa quitanda




              Quero agradecer a proposta de trabalho de um empresário amigo meu, para assumir à área de Segurança do Trabalho e Gestão Ambiental na sua empresa


ONU afirma que Brasil é um país corrupto, violento e racista. Destacando-se a impunidade, no sistema judiciário brasileiro.


         
        Após uma avaliação completa, a Organização das Nações Unidas (ONU) concluiu que o Brasil é um país corrupto, violento e racista. A entidade ainda destacou problemas como desigualdade social, tortura e impunidade, principalmente no sistema judiciário.

         O documento, elaborado na primeira revisão sobre os direitos humanos no Brasil feito pelas Nações Unidas, alerta que o Brasil não cumpriu as recomendações feitas pelo órgão em 2005, para que o País adotasse as medidas diante da crise na proteção dos direitos humanos.

        O exame, que integra a Revisão Periódica Universal, mecanismo criado em 2006, faz um balanço geral da situação do país reunindo dados referentes a ele desde 2011. A revisão é baseada em três relatórios: um feito pela própria ONU, outro por entidades ligadas às Nações Unidas e o terceiro enviado pelo próprio governo brasileiro

Brasil república das bananas terra de dois pesos e duas medidas





Missa da Romaria do Trabalhador será celebrada no páteo do HU


          A Paróquia Santa Isabel de Portugal será a sede da 23ª Romaria do Trabalhador da Arquidiocese de Maringá, que será realizada na próxima terça-feira, 1º de maio. A Romaria terá como tema: “Saúde + Trabalho = Vida Plena”, e lema: “Esperança de novos céus e nova terra (2º Pedro 3,13)”, com base na proposta da Campanha da Fraternidade 2012. Com o objetivo de refletir sobre as condições de saúde dos trabalhadores a Arquidiocese de Maringá escolheu a região do Hospital Universitário para realizar o tradicional evento católico no dia de São José Operário.

           A Igreja considera que na região de Maringá a questão da precarização da saúde desafia a consciência cristã. Texto publicado pela Associação de Reflexão e Ação Social (Aras), que faz parte da organização da Romaria, cita que “no Hospital Regional Universitário se tem concretamente a face das feridas sociais no desrespeito pela dignidade do cidadão. A falta de infraestrutura, a insuficiência de recursos humanos e financeiros, desencadeia a situação de pessoas nos corredores pela falta de leitos, de salas cirúrgicas. Os trabalhadores da área da saúde sofrem pelas más condições de trabalho, a excessiva carga horária em plantões e escalas de serviço e a baixa remuneração. Os trabalhadores doentes sofrem pelo descaso com a saúde pública”. A concentração dos romeiros será na praça da igreja Santa Isabel de Portugal a partir das 13:30h. Na sequência, em caminhada os participantes vão passar pelo Núcleo Social Papa João XXIII para que todos conheçam o trabalho da entidade. Às 16:00h o Arcebispo de Maringá, dom Anuar Battisti, presidirá a santa missa no estacionamento do Hospital Universitário



CNJ - Eliana Calmon: corporativismo favorece bandidos de toga


AE - Agência Estado

               A corregedora do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Eliana Calmon, afirmou que há um "corporativismo ideológico perigosíssimo" nas corregedorias do Poder Judiciário que favorece a infiltração de "bandidos de toga". "O corporativismo é uma visão ideológica. Ideologicamente você parte para defender o Poder Judiciário, e você começa a não ver nada que está ao seu redor. Você não vê sequer a corrupção entrando nas portas da Justiça, porque você acha que, para defender o Judiciário, você tem que manter o magistrado imune às críticas da sociedade e da imprensa", afirmou a ministra, ao participar da 9ª Reunião Plenária Anual da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA), em Bento Gonçalves (RS). "À medida que nós continuamos com o corporativismo, nós estamos favorecendo que as pessoas venham se esconder nessa grande arrumação que fizemos: ''Aqui é muito bom, eu posso fazer e estou fora do alcance da lei''".

           Na avaliação da ministra, o Poder Judiciário padece de uma ideologia de dois séculos de falta de transparência no País, em referência os primeiros tribunais portugueses. "Nada se esconde mais, um dos braços e instrumentos da corrupção é exatamente esse fechamento. Você combate a corrupção com transparência", afirmou. "É uma cegueira causada pela ideologia. Não vêem que isso está se alastrando. Por isso eu falei dos bandidos de toga, porque é uma infiltração, uma cultura que tem sido deletéria no Poder Judiciário".

            A  ministra  afirmou  que  essa  é  uma  das  razões  pelas  quais  a  atuação  do CNJ vem sendo criticada por alguns magistrados e entidades de classe. "Num primeiro momento, houve uma grita em relação à atuação do CNJ. Essa onda passou, como se a intervenção estivesse sendo aceita, mas ela retorna em um momento em que nós começamos a fazer uma apuração disciplinar. Ondas que se repetem toda vez que o corporativismo, leia-se, ideologia, vêm sendo atacado por algum órgão, mesmo que estatal", afirmou. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo





Esse é o nosso país, quando um policial vai a juri fazem o maior carnaval em cima dele, quando é o bandido todos ficam pianinho


O povo brasileiro não aceita mais tantas mentiras dos governantes


quinta-feira, 26 de abril de 2012

Preocupado com a segurança de Maringá, Prefeito Silvio Barros entrega 07 novas viaturas para o 5º Grupamento de Bombeiros

Viatura semelhante a essa - Crédito da foto: Douglas Gerasom

          O prefeito de Maringá Silvio Barros, preocupado com a segurança pública da cidade, vai fazer a entrega de sete novas viaturas para o Corpo de Bombeiros de Maringá. A sonelidade acontece na sede do Quartel Central do Corpo de Bombeiros de Maringá, às 09:00h, sito a Rua Benjamim Constant, nº 93. Foram investidos R$345.000,00 adquiridos através do Fundo de Reequipamento dos Bombeiros (FUNREBOM). As viaturas da marca Fiat, modelo Palio Weekend, vão prestar serviços nas atividades de vistoria, serviços administrativos e outras ações do Corpo de Bombeiros

Governo do Estado e Prefeitura lançam programa Bom Negócio Paraná nesta sexta-feira para Micro e Pequenos Empreendimentos


          O Governo do Estado, através da Secretaria da Indústria, do Comércio e Assuntos do Mercosul, em parceria com a Prefeitura, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, lança em Maringá nesta sexta-feira (27), às 19h30, no Hotel Internacional, o programa Bom Negócio Paraná, que assegura a capacitação gerencial e o crédito subsidiado para micro e pequenos empreendimentos formais e informais, com receita bruta de até R$ 2,4 milhões por ano.

            O programa Bom Negócio Paraná, de acordo com a Secretaria de Estado, pretende atingir 60 mil micro e pequenos empresários do Estado, dando possibilidade para alavancar seus negócios através de linhas de crédito que variam de 0,58% a 1,1% ao mês e serão ofertadas pelo Banco do Empreendedor da Agência de Fomento. Os recursos podem ser aplicados em capital de giro e na realização de obras, reformas, compra de móveis, instalações, montagens e aquisição de máquinas e equipamentos.

             O prefeito Silvio Barros elogiou a iniciativa do Governo do Estado em incentivar as micro e pequenas empresas junto com os municípios e as entidades do setor. O programa vem complementar o trabalho realizado em muitos municípios em parceria com o Sebrae e as entidades de defesa dos micro e pequenos empresários, afirmou.

            Além do Estado e municípios, o projeto terá a parceria da Fiep, Faep, Fecomércio, Sebrae, instituições de ensino superior públicas e associações comerciais dos municípios.

Fórum

             Durante o lançamento do programa também será firmado o termo de adesão da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense - Amusep ao Fórum Permanente das Microempresas e Empreas de Pequeno Porte do Estado do Paraná. Ao todo serão criados 18 fóruns regionais que articularão ações públicas de promoção para o desenvolvimento de suas regiões.

Serviço

           O Hotel Internacional está localizado na Rua Pioneiro Dirceu Palma nº 161. O evento será na Sala de Eventos do Hotel, a partir 18 horas

Usina de conversão - Prefeito Silvio Barros participa de Audiência Pública da Comissão de Ecologia e Meio Ambiente da ALEP


          O prefeito Silvio Barros participou nesta quinta-feira (26), da Audiência Pública da Comissão de Ecologia e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná (ALEP), realizada em Maringá para debater a incineração de resíduos sólidos urbanos. Presidida pelo deputado estadual Luiz Eduardo Cheida, presidente da comissão, a Audiência contou com a presença dos deputados estaduais Luciana Rafagnin, Dr. Batista e Ênio Verri, além de autoridades locais e convidados.

            O deputado Luiz Eduardo Cheida, integrante do Comitê Paranaense para a Rio+20, explicou que a escolha de Maringá para o debate se deu pelo município ter o debate da sociedade em torno da tecnologia de conversão energética dos resíduos sólidos. “A Comissão da Assembleia Legislativa vem estudando as questões ambientais para definir a política ambiental do Estado, e a Audiência Pública aqui em Maringá vai dar subsídios para os deputados sobre a tecnologia das usinas de conversão de energia”, adiantou.

                O prefeito Silvio Barros agradeceu os deputados Cheida e Luciana pela realização da Assembleia em Maringá, e colocou que no mesmo horário, o Grupo Interministerial definia em Brasília a versão final da regulamentação do uso de resíduos sólidos urbanos na geração de energia. “Realmente precisamos de uma regulamentação nacional, que sirva de guia para a legislação a ser implantada em cada estado e município”, esclareceu.

            Silvio Barros lembrou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentou no acordo climático de Copenhague as metas mais ousadas para a redução de emissão de gases. “Mesmo apresentando níveis bem mais modestos, nenhum país conseguiu cumprir o acordo na maioria dos setores, e não ser em um, a eliminação dos aterros e lixões com a adoção da tecnologia de conversão de energia”, revelou.


Central de triagem

            Segundo o prefeito, o conflito que existe no debate sobre o tema é a falta de entendimento de setores da sociedade, que tratam de forma equivocada a proposta. “A implantação da usina não significa que todo lixo gerado será queimado, pois a própria tecnologia incentiva a educação ambiental no sentido de reduzir a produção de resíduos, a coleta seletiva e a compostagem”.

             O prefeito aproveitou para apresentar algumas usinas que conheceu em Portugal e Espanha. A usina de Portugal, na região do Porto, possui unidade de tratamento de resíduos com capacidade para 150 toneladas/dia, unidade de compostagem para 250 toneladas/dia, um centro de educação ambiental e a usina de geração de energia a partir de resíduos sólidos. “Existe ainda um programa mantido pela estrutura de incentivo à compostagem doméstica”, contou o prefeito, revelando que a fumaça emitida pela chaminé da usina emite ar mais limpo que o encontrado no centro da cidade.

            Na cidade de Barcelona, mostrou o prefeito, a usina fica junto com o Fórum Mundial da Cultura e com a sede mundial da Unesco. São estruturas, de acordo com o prefeito Silvio Barros, monitoradas e aprovadas pela ONU, pela Agência de Proteção à Saúde da Inglaterra e as agências de Meio Ambiente da Alemanha e da Europa. “Não podemos estar enganados em adotar uma tecnologia que os institutos mais sérios da Europa e a ONU aprovam”, disse.


Aterro sanitário

             Mesmo defendendo a tecnologia da usina, o prefeito Silvio Barros reforçou que o processo de implantação em Maringá está suspenso, e propôs aos representantes da sociedade civil incluir na proposta que será enviada à Câmara outras alternativas para a destinação dos resíduos sólidos. “Desde que não impactem o meio ambiente e não afetem a saúde das pessoas, vamos adotar a tecnologia que melhor atenda nossa realidade e nossa necessidade”.

            O prefeito lembrou ainda que outros municípios já proibiram a implantação de aterros, e o aterro sanitário utilizado em Maringá tem prazo de uso para mais 18 meses. “A questão é se temos o problema, precisamos buscar alternativas, e que sejam as melhores a longo prazo. Caso contrário estaremos agindo de forma emergencial”, afirmou.

             O coordenador de Recursos Hídricos e Atmosféricos da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Eduardo Gobbi, lembrou que Maringá está com o debate mais avançado na questão da destinação dos resíduos sólidos, e apresentou alguns aspectos da definição da política estadual do setor. “Alguns detalhes devem ser observados como a proposta de compostagem, que sem destinação se torna um problema ambiental ainda maior”.

           O deputado Luiz Eduardo Cheida agradeceu a presença dos expositores e do público, e elogiou o nível elevado do debate. “Todos os questionamentos colocados na Audiência de Maringá serão considerados pela Comissão nos debates em torno da política estadual sobre a destinação dos resíduos”, garantiu

Partido dos Trabalhadores usa cortina de fumaça para encobrir o maior escândalo de corrupção da história do país, pura vergonha



Vai um aviãozinho ai senhor brigadeiro, o Brasil está na dúvida



               Representantes do consórcio francês Rafale apresentaram o projeto de venda de caças à Força Aérea Brasileira a possíveis fornecedores do Sul do País nesta quarta-feira, em Porto Alegre. Formado pelas francesas Dassault Aviation, Snecma e Thales, que já têm negócios no Brasil, o grupo disputa com a norte-americana Boeing e a sueca Saab a venda de 36 caças multiuso para a Força Aérea Brasileira (FAB). As propostas foram apresentadas em 2009, mas o governo brasileiro ainda não estabeleceu a data da decisão da compra


quarta-feira, 25 de abril de 2012

A todos uma santa e abençoada quinta-feira nas graças de Deus



Relator do STF vota pela legalidade das cotas raciais e sociais

Foto divulgação STF

                     O ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, relator de ações que contestam a legalidade de cotas raciais e sociais em universidades, votou nesta quarta-feira (25) pela validade dos sistemas de reserva de vagas com base em critérios de raça.

                 Após o voto do relator, o julgamento sobre cotas foi suspenso. O ministro Ayres Britto, foi quem presidiu o primeiro julgamento após ser empossado



Câmara aprovou nesta quinta texto-base do novo Código Florestal


               A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (25) o texto-base do projeto que modifica o Código Florestal, com pontos defendidos por ruralistas e sem as mudanças feitas a pedido do governo na versão que havia sido aprovada no Senado.

              O texto agora não volta mais para o Senado. Depois que a votação for concluída na Câmara até as 19:30h, ainda estavam sendo votados destaques que poderiam mudar alguns pontos específicos, a proposta irá direto para a sanção da presidente Dilma Rousseff, que tem o direito de vetar o projeto na íntegra ou em partes

Coronel Telhada Comandante da Rota vai para o fight nas ruas




Homem armado com faca invade prédio da Defensoria Pública ataca e deixa vários feridos no centro da cidade de São Paulo


                Um homem de 45 anos armado com uma faca e um martelo invadiu nesta manhã de quarta-feira o prédio da Defensoria Pública, no centro de São Paulo. Segundo informações da Polícia Militar, a invasão ocorreu por volta das 07:40h. O prédio está localizado na Avenida Liberdade, número 32. Dois seguranças do prédio ficaram gravemente feridos após levar golpes de martelo na cabeça, segundo a polícia





Policial militar aposentado é acusado de participação em assalto

Crédito da foto: Douglas Marçal

      Um policial militar aposentado de Maringá foi preso, por volta das 07:00h desta terça-feira (24), junto com outros dois comparsas, tentando assaltar uma empresa de pavimentação asfáltica na Rua Mitsuzo Taguchi, nas proximidades da Avenida Colombo, no bairro Vila Nova. Houve perseguição e os bandidos tentaram atirar contra o vigilante da empresa, mas não houve feridos


terça-feira, 24 de abril de 2012

A todos uma santa e abençoada quarta-feira nas graças de Deus


Popular: Maximino Carlos de Miranda conhecido Miranda Alfaiate

Crédito da foto: Sargento Tavares

            Maximino Carlos de Miranda, o popular Miranda Alfaiate, pioneiro aqui na cidade de Maringá chegou no ano de 1960, trabalhou durante muito tempo no ofício de alfaiate, hoje desenvolve trabalhos de assessoria empresarial, atendo diversas empresas da cidade canção.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

500 militares do Exército Brasileiro fazem busca por fuzil roubado

Crédito da foto: Michelli Arenza / RPC-TV

              O fuzil tomado de assalto do 16° Esquadrão de Cavalaria Mecanizado, no dia 29 de março, unidade do Exército Brasileiro em Francisco Beltrão no Paraná, quando era empunhado por um soldado que fazia a guarda do quartel. Segundo o depoimento do soldado, dois homens em uma moto o ameaçaram com uma arma, e exigiram que o fuzil fosse arremessado por cima da cerca. A Polícia do Exército investiga imagens do ocorrido para averiguar se o recruta teve participação no roubo, já que considera que ele não seguiu os procedimentos padrões ao se aproximar do muro.
          Desde o incidente, os militares passaram a buscar a arma pelas ruas, casas, bares e lugares considerados suspeitos de Francisco Beltrão. Efetivos de Cascavel, Palmas, Curitiba e mais recentemente Foz do Iguaçu foram convocados para integrar a procura. De Foz, por exemplo, vieram 50 soldados do pelotão de operações especiais da fronteira. Além do efetivo, são utilizados detectores de metais, cães farejadores, e tanques blindados
          Qualquer informação que colabore nas investigações pode ser dada pelo telefone: DDD (46) 3524-5453 - não é necessário se identificar

Tribunal de Justiça faz mutirão para julgar homicídios dolosos



                   Um  mutirão  para o julgamento de homicídios dolosos será realizado pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) nesta semana. A ação engloba casos destinados ao Tribunal do Júri, ou seja, julgamentos com júri popular. De acordo com o TJ-PR, 200 julgamentos devem ocorrer em todo o estado entre esta segunda-feira (23) e sexta-feira (27).

          De acordo com o TJ-PR, ação desta semana tem como objetivos dar uma resposta aos familiares das vítimas e aos acusados e também reduzir a criminalidade.

           O mutirão faz parte do cumprimento da Meta 4 estabelecida na Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp). A meta determina que processos judiciais antigos sejam identificados e haja esforço para o julgamento.

            O  TJ-PR  ressalta  que  a  ação  é  resultado  do  esforço  da  Defensoria  Pública, Poder Judiciário, advogados particulares, entre outros
         .
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                              .              . 

Sargento do Exército Brasileiro perde braço após disparo acidental de um canhão da torre de um blindado em Boa Vista - Roraima

Foto divulgação: 1ª Brigada de Infantaria de Selva


            O sargento cearense Petrônio Vieira Crisóstomo, 35, foi atingido por um disparo acidental de um blindado de guerra, em Boa Vista (RR). O blindado estava com munição de festim e atingiu o braço esquerdo do sargento, o que levou à amputação do membro. O acidente aconteceu durante a cerimônia de passagem de comando do 12º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado.

           A família da vítima disse ainda não saber detalhes sobre o ocorrido. “Estamos todos sem saber as causas, explicou a irmã do sargento, Gláucia Crisóstomo. Segundo ela, o irmão estava em Roraima destacado desde novembro.

           O comando da 1ª Brigada de Infantaria de Selva divulgou nota lamentando o ocorrido. O documento informava que o sargento estava no interior do blindado e foi atingido por um disparo acidental do canhão de 90 milímetros do veículo. Ainda de acordo com a nota, a munição teria provocado uma “grave lesão” no braço do sargento e a consequente amputação. “O sargento encontra-se hospitalizado e não corre risco de morrer”.

           O Exército Brasileiro divulgou informações de que as providências periciais e administrativas foram adotadas e um Inquérito Policial Militar foi instaurado para apurar a causa do acidente. A família do militar está recebendo apoio necessário, segundo a corporação

Em São Paulo a marcha contra a corrupção foi encerrada na borduna pela Polícia Militar, parabéns pela nossa democracia

Crédito da foto: Agência Estado
Brasil o país mais democrático do mundo, parabéns aos nossos governantes 

Lupaluna, de Maringá fala-se em dezenas de ônibus p/ o festival

Foto divulgação Lupaluna


           O Lupaluna, festival de música que agita Curitiba à quatro anos já tem data para acontecer. O evento acontecerá nos dias 18 e 19 de maio de 2012 no BioParque.

          O BioParque é um espaço de 52 mil m² localizado há 8km do centro de Curitiba, próximo à entrada de São José dos Pinhais. O local é uma área de preservação ambiental e fica próximo ao encontro dos rios Belém e Iguaçu.

           A assessoria de imprensa do evento já informou que duas bandas internacionais já estão pré-confirmadas para o evento. Contudo, o nome das atrações ainda não foi divulgado.

            A estrutura do Lupaluna no BioParque será dividida em três palcos: LunaStage, onde ocorrem os shows das grandes estrelas nacionais e internacionais; Tenda EcoMusic, que recebe artistas da nova MPB e Rock Alternativo e a EltroLuna, tenda reservada para música eletrônica.

           No Lupaluna 2011, foram quase 50 atrações nacionais e internacionais. Passaram pelos palcos dos eventos bandas e artistas como Sublime with Rome, The Cult, Charlie Brown Jr, Capital Inicial, Marcelo D2, Ivete Sangalo, Vanessa da Mata, O Teatro Mágico, Tulipa Ruiz, Otto e Raimundos

domingo, 22 de abril de 2012

Um bom término de domingo e uma semana abençoada por Deus


Maringá hoje no período da tarde tempo nublado podendo chover

Crédito da foto: Sargento Tavares

Encontro discute projeto ambiental para nossos parques estaduais


     O programa Parque Escola, do Governo do Estado, promoveu nesta quinta-feira (19), na Reserva Biológica São Camilo, em Palotina, o I Encontro de Educação Ambiental nas Unidades de Conservação do Paraná. O objetivo do evento é apresentar metodologias de educação ambiental para gestores de unidades de conservação, chefes de núcleos regionais de educação e professores de escolas estaduais e municipais.

     Lançado pelo governador Beto Richa em junho de 2011, o Parque Escola é considerado um projeto inovador na área da educação ambiental. Os alunos da rede pública estadual e municipal de ensino passam pelo menos um dia por ano nas unidades de conversação estaduais, praticando atividades lúdicas ao ar livre para aprender mais sobre temas como sustentabilidade, destinação correta de resíduos e espécies da fauna e flora, entre outros.

     Durante o encontro desta quinta-feira, foram discutidos temas a inserção do Parque Escola no currículo escolar, metodologias de ensino, práticas de campo e percepção ambiental nas unidades de conservação. “Quando a comunidade, por meio dos professores e alunos, conhece esses locais maravilhosos e tão importantes para a preservação ambiental, torna-se multiplicadora da conscientização e do turismo no Estado”, disse o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto.

     SUPORTE – Neste ano, o Parque Escola passou a contar com o apoio do Instituto Federal do Paraná (IFPR), que fornece o suporte necessário para os professores, por meio de materiais didáticos para a utilização em sala de aula e cursos à distância para os professores da Secretaria da Educação. A previsão é de que o programa atenda cerca de 33 mil alunos do 6° e 7° anos do ensino fundamental e 3 mil professores em 14 unidades de conservação do Estado