sábado, 28 de novembro de 2009

GOE da Guarda Municipal de Curitiba da apoio a Policial Militar contra assaltantes

Bragança Paulista é menor que a cidade de Maringá

Treinamento do Grupo Tático da Guarda Municipal de Limeira, um bom motivo para preparar a Guarda Municipal de Maringá

Uma coisa é verdade, infelizmente em Maringá tem muito condutor apressadinho, placa de sinalização e simplesmente um detalhe para eles, porque não usar direção defensiva, ajuda evitar acidentes...

Estão abertas as inscrições para concurso público da Polícia Militar (1.110 vagas) e do Corpo de Bombeiros (400 vagas) no Paraná


"Força Alfa" tropa de elite da Polícia Militar do Paraná

Corpo de Bombeiros: especialista em salvamento e resgate

Operação Viva a Vida da Polícia Militar, inibe crimes em Curitiba e região metropolitana


          Mais uma edição da Operação Viva a Vida foi realizada pelo Comando do Policiamento da Capital (CPC), da Polícia Militar. Na noite de sexta-feira (27), a ação abrangeu os bairros Cajuru, Uberaba, Boqueirão e Sítio Cercado (incluindo a Vila Osternack), em Curitiba, e os municípios de São José dos Pinhais e Colombo (Vila Zumbi), na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Os policiais também atuaram da Operação Futebol e no policiamento do centro da cidade, próximo ao Palácio Avenida, onde ocorre a tradicional apresentação de Natal.

          Participaram da ação mais de 100 policiais dos 12.º, 13.º e 20.º batalhões e do Batalhão de Polícia de Transito (BPTran) e Companhia de Polícia de Choque. “Desta forma nos antecipamos aos crimes e delitos e, consequentemente, oferecemos mais segurança à comunidade”, afirma o coronel Jorge Costa Filho, comandante do CPC.

          A operação, que é realizada nos finais de semana para prevenir os crimes contra a vida, somente na resultou em 398 pessoas abordadas (das quais duas foram detidas), 72 veículos vistoriados, 17 notificados e 15 apreendidos (inclusive motocicletas). “Esta é uma operação integrada entre as unidades da corporação e, por isso, os resultados são sempre bons”, ressalta o capitão Julian Bayer Gonçalves, comandante do pelotão de motos do BPTran.

          Durante a operação foram detidos Jurandir da Cruz, 44 anos, portando cinco munições calibre 7.65, uma munição para pistola ponto 40 e cinco munições deflagradas de calibre 38, e Pedro Gonçalves dos Santos, 46, portando três munições de calibre 38. Também foi realizado bloqueio policial nas ruas Filipinas e Jornalista Aderbal Stresser, no Cajuru. Em consequência da chuva, o bloqueio foi desmontado e os policiais passaram a realizar patrulhamento na região.

          Uma das atividades realizadas por esta operação é o “arrastão”, em que os policiais visitam bares e abordam pessoas e veículos, na rua, verificando a documentação dos condutores e de seus automóveis. O comandante da equipe da Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone), da Companhia de Choque, que esteve presente na Operação, tenente Antônio Carlos dos Santos, avalia os trabalhos como positivos.

          “O mais importante neste tipo de atividade é prevenção, pois a presença policial, por si só, já inibe a criminalidade, o que reflete na segurança de todos”, disse o comandante.

          VIVA A VIDA – Criada em agosto do ano passado, a Operação Viva a Vida vem trazendo tranquilidade à população dos bairros de Curitiba e municípios da RMC. Os locais que recebem o reforço no policiamento são apontados, de acordo com o coronel Costa, pelo Geoprocessamento – Mapa do Crime, criado pela Secretaria de Segurança Pública. “Somente a presença do policiamento já inibe a criminalidade e, por isso, agimos, a partir dos levantamentos dos locais com maior incidência, fazendo com que vidas sejam salvas.”




 Capitão Bayer  - Foto: Fernando Saraiva 






          Mais uma edição da Operação Viva a Vida foi realizada pelo Comando do Policiamento da Capital (CPC), da Polícia Militar. Na noite de sexta-feira (27), a ação abrangeu os bairros Cajuru, Uberaba, Boqueirão e Sítio Cercado (incluindo a Vila Osternack), em Curitiba, e os municípios de São José dos Pinhais e Colombo (Vila Zumbi), na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Foto: Fernando Saraiva


Arquivos anexados: 2811vivavidam.doc  

Click aqui e leia mais na página da Agência Estadual de Notícias

Relator da Câmara Federal, Deputado Major Fábio (DEM-PB), propõe piso nacional de R$ 4,5 mil inicial para Soldados: Policiais e Bombeiros Militares dos Estados em início de carreira

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Técnico de Segurança do Trabalho - Parabéns pelo seu dia 27/11

Equipes de Segurança da CIASEG de Maringá participando de Curso de Formação de Brigada de Incêndio/2009, ministrado pelo Sargento Tavares




Equipe de Seguranças da CIASEG e Instrutor Sargento Tavares


SAMU é acusado de não querer atender paciente em Maringá


                         Ouvindo o programa do Radialista Oséias Miranda, hoje pela manhã na Rádio Cultura de Maringá, citaram que o "SAMU" teria se recusado a atender uma senhora e encaminha-lá, ao Hospital São Marcos. Não quero aqui fazer o papel de advogado do diabo, com certeza se houve erros e se eu conheço a seriedade com que o Secretário de Saúde de Maringá, Dr. Antonio Carlos Nardi, trata a sua pasta, vai determinar sim, que se apure o que realmente aconteceu. Seria muito leviano da minha parte, fazer citações ou suposições, disso ou daquilo, sem antes os fatos serem apurados. Mas vou fazer um questionamento, recebo inúmeros e-mails, com denúncias, que falta isso, que falta aquilo, que falta pessoal, que ambulâncias estão quebradas, bom eu acho que está na hora dos nossos gestores públicos e comunidade, começarem a elencar quais são as prioridades para essa área, e o que realmente da para ser feito, não adianta fantasiar, "ou é ou não é". Não adianta o SAMU atender, e muitas vezes quando chegam aos hospitais é o caso do Hospital Universitário, inúmeras vezes, quando está superlotado, parece mais um hospital de campanha, ou melhor, um hospital iraquiano, colocam doentes em colchonetes, até pelo chão dos corredores, e eu já presenciei essas cenas dantescas, culpa de quem não sei, os governantes sempre dizem que estão fazendo sua parte, e isso no país do pré-sal. Voltando para Maringá, cadê nossos nobres edis, que foram eleitos com o voto do povo, para fiscalizar, atos dentro do município, bem que a comissão de saúde da Câmara de Vereadores, poderia desenvolver gestões, junto aos governos: estadual e federal, para somar e trazer melhoria neste setor prioritário da saúde, e se estiverem trabalhando nesse sentido, me mostrem que eu publico com o maior prazer. Bom com a palavra nossos representantes políticos...

Leia mais sobre o assunto no link abaixo:



Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - SAMU/Telefone:192

O que é o SAMU?
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu/Telefone:192) é um programa que tem como finalidade prestar o socorro à população em casos de emergência.


Informações Úteis
O sucesso do SAMU depende não apenas do esforço do governo federal, mas de toda a sociedade brasileira. Por isso, o serviço depende de uma gestão unificada com os governos Estaduais e Municipais e seus respectivos conselhos e secretarias de saúde. A seguir, as regras pelas quais devem se pautar os gestores:


quinta-feira, 26 de novembro de 2009


Secretária Especial da Mulher Terezinha Pereira


Dia Internacional da Não-Violência Contra as Mulheres



A Secretaria da Mulher em parceria com o conselho Municipal da Mulher e a Associação Maringaense dos Amigos da Saúde (Amas), preparou programação especial nesta quarta-feira (25/11/09), Dia Internacional da Não-Violência Contra as Mulheres.
Durante todo o dia a equipe multidisciplinar (advogada, psicóloga e assistente social), da Secretaria da Mulher estavam na Praça Raposo Tavares, para atender e orientar as mulheres sobre os serviços oferecidos pela Secretaria da Mulher, além de distribuir material sobre a Lei Maria da Penha, Violência Contra a Mulher, Centro de Referência e Atendimento À Mulher e prevenção do câncer de mama.
O Dia internacional da Não-Violência Contra as Mulheres foi instituído durante o I Encontro Feminista Latino-Americano e do Caribe, realizado no dia 21 de julho de 1981, na Colômbia. Em 1999 foi reconhecido e aderido pelas Nações Unidas. A data foi escolhida por conta de um fato histórico ocorrido na República Dominicana, onde três irmãs foram violentamente assassinadas pelo ditador Rafael Trujilo, no ano de 1960.
Seguindo a programação, o prefeito Silvio Barros fez a entrega do Prêmio Dorcelina Folador a Sra. Edina Rosa Alves Giannasi, que presidiu a Rede Feminina de Combate ao Câncer por dois mandatos. Na oportunidade o Prefeito  procedeu a assinatura do Decreto Lei que cria o Programa Municipal de Enfrentamento a Violência Contra a Mulher. A entrega foi no Auditório Hélio Moreira, às 19:00h de ontem.

Para a secretária Terezinha Pereira, as ações da Secretaria da Mulher tem o objetivo de dar visibilidade aos serviços oferecidos às cidadãs. “A administração é comprometida com o 2º Plano Nacional de Políticas para as Mulheres, enfrentamento à violência e acesso ao serviço de saúde com qualidade”. A programação da Semana do combate ao Câncer de Mama segue até o próximo sábado (28/11/09).

Palestra com o tema "Uma Visão sobre a Agricultura Orgânica"



EDUCAÇÃO AMBIENTAL


Agricultura Orgânica foi tema de palestra na Prefeitura


                   Uma palestra com o tema "Uma Visão sobre a Agricultura Orgânica" reuniu estudantes, professores e ambientalistas na noite desta quarta-feira (25/11/09) na Sala de Reuniões do Gabinete da Prefeitura de Maringá.
                   Sob a coordenação do técnico da Emater de Mandaguari, Sérgio Luiz Zafalon, a palestra teve início às 19h30 e vai representar a última etapa do "III Ciclo de Palestras em Educação Ambiental", promovido pela Rede de Educação Ambiental – Pólo Maringá. 
                 O evento foi aberto à estudantes de graduação, pós-graduação, professores e alunos do ensino médio, agentes ambientais, produtores rurais e demais profissionais interessados em ampliar o conhecimento em temas ambientais da atualidade.
                 O objetivo foi o de proporcionar uma reflexão das questões rurais no contexto atual da crise ambiental, possibilitando que os participantes ampliem o conhecimento científico sobre temas ambientais relevantes no meio rural e iniciem um processo de reflexão e participação na solução de problemas ambientais locais.
                A organização do evento é da Emater, Sesc, Sanepar, Núcleo Regional de Educação, Departamento de Biologia e Química da UEM, Nupelia e Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema).

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

"INFORME" II - Uma pessoa de credibilidade, ligada a área hospitalar, me passou uma situação intrigante


                      

                        Bom respondendo aos inúmeros e-mails e telefonemas de repórteres, jornalistas e outros. Começa a se desenrolar os fatos, do caso do sumiço do morto (a). Era casado (a),  mas as duas famílias não se entendiam, a família do falecido (a) que é de São Paulo, teria sido mais rápida e imediatamente a confirmação da morte, teria contratado os serviços funerários, não foi levantado de onde, se do Paraná ou de São Paulo. E transladou o corpo para aquele estado para fazer o velório e sepultamento, enquanto isso alguns familiares esperavam em uma das capelas mortuárias da nossa cidade p/ velar o corpo e posteriori sepultamento, como começou a demorar muito, foram até o "hospital" saber o que estava acontecendo, com certeza há essa hora o corpo já estava bem longe de Maringá. Bom pelo visto isto cheira um desentendimento das famílias do casal... Mas que aconteceu aconteceu e nada foi registrado nos anais da policia, coisas da vida (The End)

"INFORME" - Uma pessoa de credibilidade, ligada a área hospitalar, me passou uma situação intrigante

                         
                         "Informes" dão conta que o corpo de uma pessoa, que faleceu em um dos hospitais de Maringá, está desaparecido desde segunda-feira, 23/11/09, o caso "estaria" sendo mantido em sigilo, para não atrapalhar possiveis investigações. A família da pessoa falecida estaria em polvorosa, e não é pra menos, qualquer um ficaria numa situação dessas. Por cautela vamos aguardar confirmação oficial da veracidade do caso... para declinarmos  nome e o que realmente aconteçeu, mas que algo aconteceu aconteceu

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Acidente Auto x Motocicleta, ocorrido agora às 17:20h na Avenida Lucílio de Held esquina com a Rua Maranhão no Jardim Alvorada, vítima atendida pelo SIATE e encaminhada estabilizada para o Hospital Santa Casa






                              Destaque de hoje vai para o amigo João Batista de Lima, Instrutor do SEST/SENAT de Maringá, profissional dos mais competentes na área de trânsito

Alerta aos condutores de motocicleta, motoneta e ciclomotor,


            Devido ao grande número de acidentes que vem ocorrendo em nossa cidade, à fiscalização de trânsito sobre este tipo de transporte vai se intensificar. Só no horário de rush, do fim da tarde  de ontem, foram mais dez acidentes envolvendo os chamados "motoqueiros", alguns com fraturas em membros inferiores dois com traumatismo craniano. Vai uma dica para você que conduz este veículo de duas rodas, inúmeros condutores estão cometendo uma infração de trânsito considerada gravíssima, fique atento para não ser multado, podendo ser em blits, fiscalização normal ou mesmo o agente de trânsito presenciando a infração ele na condição de agente da autoridade tem que tomar providência, podendo o mesmo incorrer em crime de omissão, caso denunciado ao Ministério Público. Então senhores e senhoras condutores, porque não andar certo, depois da multa lavrada, não tem choro nem vela


       Código de Trânsito Brasileiro

        Art. 244. Conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor:
        I - sem usar capacete de segurança com viseira ou óculos de proteção e vestuário de acordo com as normas e especificações aprovadas pelo CONTRAN;
        II - transportando passageiro sem o capacete de segurança, na forma estabelecida no inciso anterior, ou fora do assento suplementar colocado atrás do condutor ou em carro lateral;
        III - fazendo malabarismo ou equilibrando-se apenas em uma roda;
        IV - com os faróis apagados;
        V - transportando criança menor de sete anos ou que não tenha, nas circunstâncias, condições de cuidar de sua própria segurança:
        Infração - gravíssima;
        Penalidade - multa e suspensão do direito de dirigir;
        Medida administrativa - Recolhimento do documento de habilitação;
        VI - rebocando outro veículo;
        VII - sem segurar o guidom com ambas as mãos, salvo eventualmente para indicação de manobras;
        VIII - transportando carga incompatível com suas especificações:
        Infração - média;
        Penalidade - multa.

        VIII – transportando carga incompatível com suas especificações ou em desacordo com o previsto no § 2o do art. 139-A desta Lei; (Redação dada pela Lei nº 12.2009, de 2009)

        IX – efetuando transporte remunerado de mercadorias em desacordo com o previsto no art. 139-A desta Lei ou com as normas que regem a atividade profissional dos mototaxistas: (Incluído pela Lei nº 12.2009, de 2009)

        Infração – grave; (Incluído pela Lei nº 12.2009, de 2009)

        Penalidade – multa; (Incluído pela Lei nº 12.2009, de 2009)

        Medida administrativa – apreensão do veículo para regularização. (Incluído pela Lei nº 12.2009, de 2009)
        § 1º Para ciclos aplica-se o disposto nos incisos III, VII e VIII, além de:
        a) conduzir passageiro fora da garupa ou do assento especial a ele destinado;
        b) transitar em vias de trânsito rápido ou rodovias, salvo onde houver acostamento ou faixas de rolamento próprias;
        c) transportar crianças que não tenham, nas circunstâncias, condições de cuidar de sua própria segurança.
        § 2º Aplica-se aos ciclomotores o disposto na alínea b do parágrafo anterior:
        Infração - média;
        § 3o A restrição imposta pelo inciso VI do caput deste artigo não se aplica às motocicletas e motonetas que tracionem semi-reboques especialmente projetados para esse fim e devidamente homologados pelo órgão competente.(Incluído pela Lei nº 10.517, de 2002)
        Penalidade - multa.