sexta-feira, 21 de novembro de 2014

"Uma em cada três mulheres" no Planeta Terra é vítima de violência conjugal, adverte a Organização Mundial da Saúde em uma série de estudos publicada na respeitada revista médica The Lancet. Aqui no Brasil não é diferente mesmo com o advento da Lei Maria da Penha


      Apesar da maior atenção dada nos últimos anos à violência contra mulheres e meninas, esta ainda se mantém em níveis "inaceitáveis", segundo a OMS, que considerou insuficientes os esforços feitos.

      Em todo o mundo, entre 100 e 140 milhões de mulheres jovens e adultas sofreram mutilações genitais, e cerca de 70 milhões de meninas se casaram antes dos 18 anos, frequentemente contra a sua vontade, enquanto 7% das mulheres correm risco de serem vítimas de estupro ao longo da vida, destacaram os autores destes estudos.

     A violência, "exacerbada durante os conflitos e as crises humanitárias", têm consequências dramáticas para a saúde mental e física das vítimas, acrescentou a OMS.

     "Nenhuma varinha de condão poderá suprimir a violência contra as mulheres. Mas temos provas de que são possíveis mudanças na mentalidade e no comportamento, e estes podem se realizar em menos de uma geração", explicou Charlotte Watts, professora da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres.

      A organização das Nações Unidas reivindica um maior investimento por parte dos países e dos doadores para reduzir a discriminação contra as mulheres, destacando que não se trata apenas de um problema social e criminal, mas também um tema de saúde pública.

    "O pessoal de saúde costuma ser o primeiro contato que as mulheres vítimas de violência têm", disse a doutora Claudia García Moreno, encarregada da pesquisa de violência contra as mulheres na OMS. Por isso, este pessoal de saúde precisa de uma formação adequada.

    Estes estudos sugerem aos tomadores de decisão política, pessoal médico e doadores internacionais cinco pistas para acelerar seus esforços. Segundo eles, os Estados deveriam consagrar mais recursos para fazer do combate à violência contra as mulheres uma prioridade, reconhecendo que se trata de um freio para o desenvolvimento e o acesso à saúde. Ao mesmo tempo, todos aqueles elementos que perpetuam a discriminação entre os sexos, tanto nas leis quanto nas instituições, deveriam ser eliminados.

      A promoção da igualdade, dos comportamentos não violentos e a não estigmatização das vítimas é uma necessidade, afirmaram os autores. A adoção de leis preventivas apoiadas na saúde, na segurança, na educação e na justiça, permitirá também fazer evoluir as mentalidades.

        Finalmente, os países deveriam favorecer os estudos e pôr em prática com mais rapidez as medidas que se revelarem mais eficazes na luta contra a discriminação de gênero.




A coisa não anda muito boa para a "PresidentA" Dilma Rousseff ela que é do signo de sagitário o qual o zodíaco prevê um ano de 2015 muito conturbado ano que no calendário chinês e representado pela cabra, ela terá que dar muitos pulos dentro do seu segundo governo


O zodíaco indica que 2015 não será um ano
 muito bom para a "PresidentA" Dilma Rousseff

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

“A voz feminina no rádio, não é mais vista com ressalvas”,afirmou a jornalista Tânia Morales, uma das destacadas âncora da Rádio CBN

Crédito da foto: Assessoria da Tânia Morales

       Uma das mais conceituada e importante jornalista brasileira, há 20 anos trabalhando em rádio, a radialista Tânia Morales, apresentadora do programa " CBN Noite Total ", acompanhou de perto as transformações desse meio. A principal, e mais importante delas, foi que a voz feminina ganhou mais credibilidade ao longo dos anos.



Uma jovem que no ano 2013 ainda estudante de direito levou o carro do test-drive embora em Curitiba. Agora já formada em direito é acu- sada pelo furto de um par óculos no valor de R$736,00 de uma ótica Segundo o advogado da jovem, ela agiu em "situação de desespero"




Sem comentários, uma pessoa esclarecida quanto as "Leis"


Sabe quando um rico no Brasil vai mofar na cadeia, me engana que eu gosto e quase afirmar que isso é perda de tempo todo esse circo



Olha o pobre palmeirense além do time perder, ainda apanha da polícia, se fosse rico...

Até onde compensa o crime no Brasil, se fosse um pobre que tivesse roubado a Petrobras, talves tivesse levado uns belos duns tapas nas orelhas, "a imprensa policial já teria escrachado ele com foto e tudo" Mas rico tem tratamento VIP, são intocáveis até pela Polícia Federal

Hoje dia 20 de novembro comemora-se o Dia da Consciência Negra



Cotas raciais porque, somos um país livre, onde todos são iguais perante a Lei
Criaram uma espécie de "apartheid social" estamos retrocedendo o Artigo 5º da
nossa Constituição Federal. Sinceramente a quem interessa continuar essa segregação... 

Hoje dia 20 de novembro comemora-se o Dia da Consciência Negra


Hoje dia 20 de novembro comemora-se o Dia da Consciência Negra


Hoje dia 20 de novembro comemora-se o Dia da Consciência Negra

Hoje dia 20 de novembro comemora-se o Dia da Consciência Negra


Hoje dia 20 de novembro comemora-se o Dia da Consciência Negra



Hoje dia 20 de novembro comemora-se o Dia da Consciência Negra


Hoje dia 20 de novembro comemora-se o Dia da Consciência Negra

terça-feira, 18 de novembro de 2014

O preconceito racial no Brasil começa dentro do governo quando ele institui o programa de cotas raciais, será que o cérebro de um negro é menos desenvolvido que o cérebro de um branco, amarelo ou ver- melho, "somos todos seres humanos", isso sim é uma discriminação

Dois eventos na UEM tratam do racismo e das cotas

   Dois eventos programados para a próxima semana, na Universidade Estadual de Maringá (UEM), incluindo o lançamento de dois livros, abordarão o tema do racismo e do sistema de cotas no ensino superior.

   O primeiro será a aula inaugural do Cursinho Pré-Vestibular da UEM, na segunda-feira (18), às 20 horas, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimento de Ensino de Maringá e Região (Sinteemar).

   O professor Wálter Praxedes, do Departamento de Ciências Sociais (DCS), doutor em Sociologia pela USP; e a doutoranda Rosângela Rosa Praxedes falarão sobre Políticas Afirmativas para Negros no Ensino Superior. Ambos são do Neiab (Núcleo de Estudos Interdisciplinares afro-brasileiros).

   O segundo evento, na quarta-feira (20), às 19h30, no auditório do Bloco H-35, será um debate a respeito do Sistema de Cotas nas Universidades Brasileiras. O conferencista será o professor Paulo Vinicius Baptista da Silva, da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Doutor em Psicologia Social, Silva estará lançando os livros Racismo e Discurso na América Latina, no qual ele escreveu um capítulo; e Cotas Raciais no Ensino Superior: entre o jurídico e o político, obra que tem o professor da UFPR como um de seus organizadores.

   Silva é um pesquisador renomado sobre os temas racismo e cotas. Ele foi um dos principais responsáveis pela implantação do sistema de cotas raciais na UFPR, em Curitiba. Coordena o Neiab da Universidade Federal e presta assessoria ao senador Paulo Paim (PT) sobre a questão da igualdade racial.

   A promoção dos eventos é do Cursinho da UEM e do DCS. Outras informações pelos telefones (44) 3261-4288/4210, com o professor Geovanio Rossato.


Eu gostaria que algum antropólogo ou um neurocientista, me explicasse se existe diferença no "QI" de conhecimento da raça: branca, negra, amarela e a vermelha. A própria Constituição Federal e bem clara quando diz todos são iguais perante a Lei e a Lei é para todos


Somos todos seres humanos, a cor da pele não faz ninguém nem melhor
 e nem pior que o outro, até quando vamos alimentar essa ideologia racista em nosso país...


Somos todos iguais independente de raça, sexo ou religião
Isso e oficializar cada vez mais a discriminação racial no Brasil...

       Barack Obama é negro, formado em direito, foi senador e hoje é presidente dos Estados Unidos e quem disse que ele precisou de 20% de ajuda para vencer na vida, "quebra esse grilhão rapaziada", até quando vocês vão aceitar ser tratados como uma sub-raça...

       O ex-ministro Joaquim Barbosa não precisou se sujeitar a essa discriminação de cota racial de 20% para vencer na vida. Todos somos iguais perante a "Lei", ninguém é mais e nem menos que ninguém...


       Eu penso que se Martin Luther King Jr. fosse vivo, ele seria contra essa Lei preconceituosa de cotas raciais, qualquer pessoa se parar para pensar vai ver que isso só alimenta o sentimento de descriminação racial, corre se o risco de amanhã ouvir-se venceu com a ajuda da cota racial dos 20%, mas porque os 20% se somos todos "Homo Sapiens", seres humanos, seres racionais, levamos 5 milhões de anos para chegar até aqui, alguma coisa está errada senhoras e senhores, diga não a essa discriminação...

"Não seremos julgados pela cor da nossa pele, mas pelo conteúdo do nosso caráter"
Martin Luther King Jr.


Nós brasileiros ainda não nos demos conta do que está acontecendo com o país. A fortuna que foi "roubada" da Petrobras, se for descrita em volume, são "dez pallets" com notas de cem dólares americanos "Sabe quem vai pagar a conta eu, você e os empresários brasileiros"


       Seria muita ingenuidade da parte de todos nós brasileiros, acreditar que quem controla todo o dinheiro da Petrobras (estatal do governo brasileiro) não sabia de nada. Aonde está a seriedade do congresso nacional e do senado da república do Brasil. A corte suprema da Organização dos Estados Americanos e das Nações Unidas tem que intervir e ser levado esse terrorismo financeiro, a barras dos tribunais internacionais. Os governantes, empresas e empresários, envolvidos neste roubo faraônico e absurdo as custas do capital de giro da "união" muitas vezes bancado pelo suado dinheiro pago dos impostos pelos contribuintes brasileiros. Nós os brasileiros não podemos aceitar o que está acontecendo com o país: calados, omissos e alienados. Onde está a nossa: cidadania, patriotismo e brasileirismo, "não vamos desistir do Brasil"...

O nome da "Operação Lava Jato 7" deveria ser "Operação Ali Babá" como o dinheiro "saiu do cofre da Petrobras" e não foi percebido por seus gestores, é um festival de declarações, "eu não sabia de nada" Como " R$ Bilhõe$ " desparecem igual mágica "da noite para o dia"


Tem muita gente negando que não sabia de nada
Ai senhoras e senhores eles querem dar diploma de otário ao Brasil

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Alguém tem notícia a quantas anda o projeto de prevenção e comba- te a incêndios do "túnel ferroviário", do Centro da Cidade de Maringá



Se é que existe classe política estão mais para bando, os raros polí- ticos honestos que me perdoem, "todos os dias" isso mesmo "todos os dias", temos notícias de políticos e associados roubando o erário público brasileiro, até quando nós vamos ter que conviver com isso

Governo de esquerda do Brasil tem feito muito pouco para combater desmatamento da Amazônia. Imazon aponta alta de 467% em 2014

Imagem de 14 de outubro deste ano mostra árvore solitária em área devastada pelo desmatamento ilegal na área de floresta amazônica no estado do Pará (Foto: Raphael Alves/AFP)
Imagem de 14 de outubro deste ano mostra área devastada pelo desmatamento
 ilegal na área de floresta amazônica no estado do Pará (Foto: Raphael Alves/AFP)


Eu discordo de um colega blogueiro que o movimento "fora dilma" foi um fracasso. O movimento de 1964 começou mais acanhado do que isso, nasceu dentro das famílias descontentes com os comunistas, o que vemos hoje difere dos anos 60 "mas a ideologia não está morta"

       

       Ou você acha que vamos aguentar até quando um bando de barbudinhos vermelhinhos: pilhando, roubando, assaltando os cofres públicos brasileiros e nós cidadãos pagando a conta através dos impostos que nos são cobrados a duras penas, chova ou faça sol, lá está o governo de esquerda querendo cada vez mais dinheiro. E o pior um congresso e um senado covarde, verdadeiros capachos dos corruptos da nação, até quando Brasil e brasileiros nós vamos ter que engolir isso goela abaixo... "Selva Brasil!"